Edição 1985 de 21 a 27 de julho de 2013
Adolfo Lopes e Palmelina fincam bandeiras do PMDB
Duas lideranças que foram ignoradas pelo grupo de Lêda Borges voltam com força no cenário do Entorno: ex-vice-prefeito de Valparaíso Adolfo Lo­pes e sua mulher, Palmeli­na. Eles agora são dois escudeiros do PMDB ligados ao ex-prefeito Iris Rezende. O casal, juntamente com o presidente do partido no município, Beto Mazzocco, e o vice-prefeito, Elson Varejão, têm pela frente a missão de ampliar a força do partido com novos filiados.
 
Palmelina foi eleita uma das vice-presidentes regionais do PMDB Mulher que abrange 13 municípios da região do Entorno. Ela e Adolfo já estão em campo buscando novos filiados. “Nosso trabalho, tanto em Valparaíso como nos municípios vizinhos, é o de ajudar os companheiros dos outros diretórios municipais, ampliar o número de filiados”, esclarece Adolfo. Já Palmelina, uma militante histórica do partido desde quando Joaquim Roriz foi prefeito interventor de Goiânia no governo Henrique Santillo, em 1987. “Vamos fincar a bandeira do PMDB aonde formos.”
 
Adolfo e Palmelina tiveram uma agenda cheia durante a semana encerrada no sábado com um convite do governador do Distrito Federal, Ag­nelo Queiroz (PT), para, juntos com lideranças de vários partidos, almoçar na  Churrascaria do Gaúcho, em Valparaíso.