Edição 1998 de 20 a 26 de outubro de 2013
Marcos Nunes Carreiro
PPS lamenta não filiação de Lúcia Vânia, mas comemora vinda de Marcos Abrão
Marcos Abrão pode assumir o comando
do partido e dar visibilidade
Prestes a deixar o comando do diretório municipal do PPS, o presidente André Almeida comemora a filiação do atual presidente da Agência Goiana de Habitação (Agehab), Marcos Abrão.Marcos Abrão pode assumir o comando do partido e dar visibilidade.
 
Sua filiação foi firmada em uma acordo com o governador Marconi Perillo (PSDB) e a própria senadora Lúcia Vânia — tia de Marcos Abrão — que estava em negociação com a sigla, mas, com o risco de perder a cadeira no Senado, acabou permanecendo entre os tucanos. Abrão é cotado para assumir o comando do partido estadual e deverá ser candidato a deputado federal. “O partido é orgânico e visa incluir novos quadros. E ele [Abrão] deve dar visibilidade à sigla, o que é bom”, afirma Almeida.
 
No diretório municipal, quem deverá assumir é o cantor e compositor Sebastião Santos. Ele disputou cargo de vereador nas eleições passadas, mas não conseguiu ser eleito. Almeida diz que deverá continuar na executiva, talvez como vice-presidente. As eleições irão ocorrer no próximo dia 30 na Câmara Municipal.