Edição 1889 de 18 a 24 de setembro de 2011
Audiência pública discute reforma política
Deputado federal Rubens Otoni: reforma política
é importante

Vereadores, prefeitos e presidentes de partidos se reuniram no Plenário da Câmara Municipal de Anápolis para discutirem a reforma política. A audiência pública, proposta pelo vereador Luiz Lacerda (PT), aconteceu na sexta-feira, 16, e foi mediada pelo deputado federal Rubens Otoni (PT), relator da matéria no Congresso Federal e irmão do prefeito da cidade, Antônio Gomide (PT). Os debates foram inflamados.

Rubens Otoni falou sobre a importância da reforma política no Brasil. Ele criticou o poder econômico de alguns candidatos em campanhas políticas e defendeu o seu fim. Isso, segundo ele, fortaleceria a democracia. Al­guns parlamentares são escolhidos, de acordo com Otoni, por conta do seu poder financeiro e não por suas ideias e projetos. Na opinião dele, o fato gera desgaste na política.

O deputado federal citou os debates que ocorrem pelo Brasil. Falou do financiamento de campanha e do voto distrital. “São temas que centralizam e decidem um rumo para a votação da Reforma, porque, no financeiro, haverá igualdade na disputa e liberdade aos políticos”.

Para Otoni, o voto distrital representa uma distorção da sociedade. O sistema atual parece ser mais democrático e o indicado é uma mediação para a aprovação da matéria, fazendo um sistema misto, entre votos distritais e proporcionais. “O objetivo é desaguar para uma legislação moderna, promovendo uma democracia mais participativa, abrindo espaço para maior participação dos jovens e mulheres.”

Rubens Otoni respondeu perguntas dos vereadores. Sobre o número de mandatos que os representantes podem ter, afirmou que a questão não está sendo tratada na reforma política. É quase certo que a Lei não valerá para as eleições de 2012, já que para isso o projeto teria que ser aprovado até o mês que vem, e, por enquanto, ainda tramita em comissões no Senado e na Câmara, não sendo possível concluir relatórios neste período.

O deputado deixou claro que a reforma política não acabará com a corrupção na política brasileira, mas as diminuirá. “(A reforma) pode colaborar com a diminuição porque hoje temos mecanismos para descobrirmos atos de ilegalidade”, disse. O principal ponto para combater a corrupção é, segundo ele, o financiamento de campanha.

O vereador Mauro José Severiano (PDT) disse ser contra o voto distrital porque, em sua opinião, ele favorece as metrópoles. Já o proporcional, apesar de ser o mais indicado, precisa ser revisto. Ele citou caso de candidatos a vereadores em Anápolis que tiveram mais votos que ele, mas não conseguiram se eleger porque o partido não tem representatividade.

Estiveram presentes na audiência os vereadores Dinamélia Rabelo (PT), João Feitosa (PP) e Sírio Miguel (PSB); o presidente do PT em Anápolis, Antônio Julio; presidente do PMDB de Terezópolis, Antônio Mariano Borges; o presidente da comissão de eventos jurídicos da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB, Subseção Anápolis), Ciro Pereira da Silva; representante do deputado estadual Carlos Antônio (PSC), além de professores e alunos.

Valmir Jacinto deixa PR e vai para PTC

O vereador Valmir Jacinto (PR) deixa a legenda nesta segunda-feira, 19. Já faz algum tempo que o vereador tem externado suas insatisfações com o a legenda. Próximo ao deputado federal Sandro Mabel, o vereador não aprovou o posicionamento da direção nacional do PR, de destituir o republicano da presidência estadual do partido. Para o vereador, a legenda fere o seu estatuto ao ignorar o deputado federal.

Valmir Jacinto, que é amigo pessoal de Adhemar e Onaide Santillo, deve seguir os companheiros e se filiar ao PTC, legenda à qual o casal Santillo integra e Adhemar é presidente local. “Essa é a possibilidade mais provável”, afirma. De acordo com o vereador, ele recebeu convite de várias legendas para se filiar.  “Só não recebi do PT”.

Indagado sobre a possibilidade de ir para o PMDB, já que o colega Mabel deve desembarcar lá, ele afirma que ela é zero. “O partido [PMDB] está definhado em Anápolis com a saída de Adhemar e Onaide. Eu não iria. Também prefiro acompanhá-los [ao PTC].”

Valmir Jacinto é o único vereador do PR na Câmara Municipal de Anápolis. Nos bastidores, comenta-se que ele solicitou desfiliação ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE) no mês passado e que, com sua saída, ocorra uma debandada. Valmir Jacinto, que já foi do PSB de Barbosa Neto, pode ser candidato à Prefeitura de Anápolis nas próximas eleições.

Semana do Trânsito

A Prefeitura de Anápolis aderiu à Semana Nacional de Trânsito e irá promover a Companha Municipal de Trânsito e Transportes (CMTT), que se iniciará na terça-feira, 20, e finalizará no domingo, 25. O objetivo é lembrar a data e conscientizar os motoristas de Anápolis. Para isso, a CMTT realizará programação diversificada, abordando temas relacionados à segurança no trânsito.

Na mesma data, a CMTT dará início à campanha de orientação de motociclistas. O intuito da ação é prevenir acidentes de trânsito envolvendo motociclistas. Profissionais incentivarão o uso de equipamentos obrigatórios e a obediência às regras gerais de circulação.

A estratégia propõe a substituição de métodos punitivos por outros de valorização e incentivo. Os motociclistas abordados durante a campanha serão avaliados em uma série de itens recebendo pontuação por cada procedimento apresentado corretamente. O motociclista que acumular 40 pontos poderá trocá-los por cinco litros de combustível. A expectativa da prefeitura é promover a inversão de hábitos, de forma que o motociclista deixe de fugir da blitz educativa e passe a procurá-la, tendo assim acesso a informações indispensáveis à segurança.

Equipes do Samu são treinadas para Olimpíada Nacional

As equipes do Serviço de Atendimento Móvel de Urgên-cia (Samu) de Anápolis, selecionadas para representar a Regional Pirineus na próxima Olimpíada Nacional do Samu, em novembro, em Fortaleza, já estão sendo treinadas.
As equipes são compostas por um condutor, um técnico em enfermagem e um enfermeiro, sendo que a vaga de enfermeiro pode ser ocupada por um médico ou técnico de enfermagem. A olimpíada é composta por provas práticas de salvamento e socorro, simulando situações rotineiras enfrentadas pelos profissionais. As provas serão avaliadas por um júri composto por representantes do Corpo de Bombeiros e Base Aérea de Anápolis.

O evento conta com a participação de duas equipes da Base do Samu em Anápolis, responsável por toda a Regional Pirineus, e bases descentralizadas como Abadiânia e Alexânia. Segundo o coordenador administrativo do Samu de Anápolis, Rubens de Magalhães Castro, a ação promovida contribui para o aperfeiçoamento dos profissionais da saúde. Unir as equipes permite avaliar os serviços prestados no dia a dia e melhorar o atendimento.