Euler de França Belém
Euler de França Belém

Médico goiano faz cirurgia para tratar diabetes do senador e ex-jogador Romário

A diabetes do ex-jogador da seleção brasileira era de 400. Agora perdeu peso e sente-se bem, com mais disposição. A cirurgia foi feita por Áureo Ludovico

O senador Romário (PSB) figura em qualquer lista dos cinco melhores centroavantes da história do futebol brasileiro e internacional. O Baixinho era craque, um homem gol. Por onde passou, como no Barcelona da Espanha e no PSV da Holanda, fez gols incríveis e encantou a plateia. Na Seleção Brasileira, era uma espécie de deus. Nos últimos anos, tem sofrido com o diabetes. “Minha diabetes chegou a 400, então eu decidi fazer essa cirurgia [interposição ileal] com o doutor Ludovico. Perdi uns dez quilos. Estava com quase 80 quilos e hoje estou 70, 69”, disse o ex-craque de futebol ao “Globo Esporte”. Ele frisa que sente-se bem, com mais disposição do que antes. Voltou a ter corpo de atleta e continua jogando futevôlei. O diabetes provoca vários problemas, inclusive impotência sexual.

O jornal “Extra!” relata que Romário “foi operado pelo médico goiano Áureo Ludovico de Paula, que é apontado como o idealizador da cirurgia”. Embora questionada no Brasil, a cirurgia faz sucesso em vários países, como Estados Unidos e Índia.

Entre os pacientes famosos de Áureo Ludovico estão o apresentador da TV Globo Faustão e o ex-senador Demóstenes Torres (ex-DEM). Depois da cirurgia, a saúde deles melhorou, segundo dizem, ancorados em exames de vários médicos.

Áureo Ludovico opera nos melhores hospitais do país, como o Albert Einstein, símbolo de competência médica. O que se comenta, ao menos entre médicos independentes — que não estão a serviço dos grandes laboratórios de medicamentos —, é que, se fosse norte-americano, Áureo Ludovico já teria faturado ou estaria cotado para ganhar o Prêmio Nobel de Medicina.

Alessandro Stival

Veja o que diz o médico Alessandro Rios Stival Moreira, especializado nos Estados Unidos, sobre a cirurgia criada por Áureo Ludovico:

“O governo deveria colocar como prioridade uma força-tarefa para estudar a fosfoetanolamina”

Deixe um comentário

wpDiscuz