Vilmar Rocha e Geraldo Alckmin se reúnem para discutir 2018

“Goiás não é um estado petista e com a recente crise do partido, o quadro se torna ainda mais favorável em 2018”, diz Vilmar Rocha

Nome forte do PSD nacional e presidente estadual do partido, Vilmar Rocha reuniu-se a segunda-feira, 9, com o governador Geraldo Alckmin, em São Paulo, para já começar a discutir a eleição presidencial de 2018. O encontro, descontraído e bem amigável, durou mais de uma hora.

Na conversa, Vilmar e Alckmin fizeram uma avaliação da situação atual do Brasil e previsões para o quadro das próximas eleições. Com larga experiência parlamentar e em campanhas, o ex-deputado federal goiano lembrou que Alckmin teve mais de 1,4 milhão de votos em Goiás no 1º turno da eleição presidencial de 2006. Ou seja, 51,5% dos votos válidos. Eleito naquele ano, Lula teve 1,1 milhão de votos no 1º turno. “Goiás não é um estado petista e com a recente crise do partido, o quadro se torna ainda mais favorável em 2018”, argumentou Vilmar Rocha.

Titular da Secretaria Estadual de Cidades, Infraestrutura e Meio Ambiente (Secima), Vilmar Rocha também aproveitou o encontro para conversar sobre questões administrativas e convidou o governador paulista, em nome do Governo de Goiás, para participar, em Goiânia, do lançamento da primeira Reserva Particular de Desenvolvimento Sustentável (RPDS) do Estado de Goiás. A nova modalidade de unidade de conservação será lançada dia 31 de janeiro e fará de Goiás o segundo estado brasileiro a adotar essa forma de área de preservação – o outro estado é o Amazonas. A RPDS Legados Verdes é de propriedade do grupo Votorantim e fica em Niquelândia, com uma área de mais de 29 mil hectares. Alckmin garantiu presença no evento.