Disputa na OAB poderá ter Lúcio Flávio, Miguel Cançado, Leon Deniz e Djalma Rezende

A próxima disputa tende a ter mais candidatos no páreo. A base de Lúcio Flávio está dividida

Djalma Rezende: o advogado é forte, dada a estrutura que pode montar | Foto: Fernando Leite/Jornal Opção

A disputa pela presidência da OAB-Goiás, em 2018, poderá ter quatro candidatos: Lúcio Flávio Siqueira, que certamente irá à reeleição, Miguel Cançado, Leon Deniz e Djalma Rezende.

Miguel Cançado: agrega sua base, a OAB Forte, e atrai apoios novos

Djalma Rezende pode sair como candidato-solo, incorporando parte da dissidência do grupo de Lúcio Flavio, ou pode compor com o grupo de Miguel Cançado.

Leon Deniz (à esquerda) e Lúcio Flávio: o primeiro pode agregar a base que o segundo está perdendo

Milionário e competente, Djalma Rezende é capaz de montar uma mega estrutura para a disputa da seção goiana da OAB.

Já o articulado Leon Deniz, se candidato, esvaziará, em parte, a candidatura de Lúcio Flávio. Os dois estiveram juntos na última eleição, mas estão cada vez mais afastados, sobretudo porque, no poder, Lúcio Flávio arranjou outra turma.

Miguel Cançado é o advogado que, se candidato, será capaz de agregar uma grande aliança para o grupo OAB Forte tentar retomar o comando da OAB.

Deixe um comentário

wpDiscuz